Vantagens

Quando pensamos em ser um cidadão europeu, analisamos as vantagens de ter a nacionalidade portuguesa, mas também as vantagens de contratar uma assessoria especializada no assunto

Vantagens de Contratar uma Assessoria
Vantagens de ter Cidadania Portuguesa

​Vantagens de Contratar uma Assessoria

1. Maior segurança e probabilidade de êxito no pedido

No caso específico de processos de nacionalidade portuguesa, tanto os requisitos como a documentação necessária para o seu trâmite aparentam estar bem discriminados tanto na Lei da Nacionalidade, como no Regulamento que a aplica. Porém na prática não é bem assim, principalmente em se tratando de hipóteses de nacionalidade mais complexas ou que exijam a demonstração do vínculo com a comunidade portuguesa para o seu deferimento.

2. Maior rapidez nos procedimentos e processo

Devido à sua experiência em executar diversas vezes processos semelhantes, um assessor jurídico qualificado conhece bem “o caminho das pedras”, diferentemente de alguém que esteja a iniciar o seu percurso pela primeira vez e que, naturalmente, terá que passar por uma curva de aprendizado para ter o mesmo resultado.

3. Maior comodidade e tranquilidade para o requerente

Além de todas as razões referidas acima, ressaltamos ainda que os processos de nacionalidade envolvem estruturas administrativas de dois países diferentes e requerentes que, em muitos casos, nem sequer conhecem ou estão a residir em Portugal. 

​VANTAGENS EM TER A CIDADANIA PORTUGUESA

1. Qualidade de vida

A alta qualidade de vida em diversas regiões da Europa não é novidade para a maioria das pessoas. Inclusive, esse é o motivo de muitos se mudarem para a Europa. 
Claro que cada lugar possui suas características, mas de maneira geral, fatores como segurança, saúde, ensino de qualidade e transporte público acessível estão presentes em vários países europeus.
Portugal, por exemplo, é um dos países com a melhor qualidade de vida do Velho Continente, sendo, inclusive, o terceiro país mais seguro do mundo, segundo o relatório do Índice de Paz Global de 2019, publicado em junho de 2019.

2. Escolher um país para morar e trabalhar

Todos cidadãos europeus podem morar e trabalhar em qualquer uma das nações membros, sem a necessidade de visto.

Você pode conferir a lista dos países permitidos aqui!

Além disso, empregados de multinacionais com dupla cidadania são muito valorizados, por representarem o ideal cosmopolita e internacional que estas empresas exigem.

3. Estudar

Além da vantagem de poder morar e trabalhar, ter a cidadania europeia também dá a possibilidade frequentar universidades e cursos em todos os países-membros da União Europeia e, normalmente, por um custo bem mais baixo.

Isto porque algumas universidades cobram mensalidades com valores diferentes para cidadãos da Europa e estrangeiros. Então, você pode desfrutar do “desconto” no ensino.

4. Viajar quando quiser

A Europa é conectada por malhas ferroviárias imensas, mas também conta com passagens aéreas de baixo custo e até mesmo ônibus que fazem o transporte de passageiros para outros países.
Atenção: Os cidadãos europeus não necessitam de apresentar um documento de identificação nacional ou o passaporte para atravessar a fronteira entre dois países do Espaço Schengen. No entanto, é aconselhável que os cidadãos europeus sempre tenham consigo o passaporte ou outro documento que comprove a sua identidade. Os países pertencentes ao Acordo de Schengen podem adotar regras nacionais que obriguem os cidadãos a ter sempre com eles documentos de identificação, enquanto permanecerem no respectivo território. Inclusive, cada país pode aceitar diferentes tipos de documento como forma de identificação.

5. Evitar filas na imigração dos aeroportos europeus

Sendo cidadão europeu, não é preciso entrar na fila da imigração, o que torna sua viagem mais rápida e evita contratempos para ingresso na Europa.

6. Possibilidade de passar a cidadania para seus descendentes

De modo geral, as nacionalidades dos pais podem ser transmitidas aos filhos, como no caso das cidadanias portuguesa e italiana.

7. Isenção de visto consular para alguns países fora da União Europeia

A sétima vantagem de ter cidadania europeia é a isenção de visto consular, o que significa que não há a necessidade de requerer um visto para a entrada em países como Estados Unidos da América, Canadá, Japão, Emirados Árabes Unidos e Nova Zelândia.
A União Europeia e esses países possuem um acordo chamado Programa de Isenção de Visto. Isso significa que cidadãos de alguns países europeus não precisam de visto de turismo e negócios, desde que a permanência seja igual ou inferior a 90 dias.
Para entrar nesses países, basta preencher uma solicitação online chamada ESTA (Autorização Eletrônica de Viagem). Para solicitá-la, é necessário ter passaporte europeu válido e um cartão de crédito internacional, para pagar o valor de U$14. A validade da autorização é de 2 anos ou até a data de expiração do passaporte.